Páginas

terça-feira, 18 de abril de 2017

Encontro de Formação de Professores - XXXIV Mostra Municipal de Dança.

O Núcleo de Arte Grande Otelo foi um dos polos da Formação de Professores referente à XXXIV Mostra Municipal de Dança, e atendeu professores da rede municipal do Rio de Janeiro atuantes em escolas das 5ª e 6ª Coordenadorias Regionais de Educação. A formação oferecida pela Gerência de Projetos da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e  Lazer- RJ aconteceu em dois encontros, um no dia cinco de abril com o tema "Práticas da Dança: construindo caminhos" em que foi dada ênfase nas etapas do processo criativo que culminam nas produções coreográficas apresentadas nas etapas regionais da Mostra Municipal de Dança, e no dia 18 de abril com a "Oficina Figurino como Linguagem" demonstrando possibilidades de utilização de materiais alternativos na confecção dos figurinos.
Nesse polo de formação, as dinamizadoras foram as professoras do Núcleo de Arte Grande Otelo Denise Macieira, Ellen Aniszewski e Juliana Reis que proporcionaram momentos de troca, estudo, aprendizado e enriquecimento das possibilidades de práticas dentro da escola através das vivências oportunizadas nos encontros da formação.
Nesse sentido, o Núcleo de Arte Grande Otelo, enquanto unidade de extensão, confirma seu papel de espaço para a formação continuada dos professores da rede.

Formação em Dança - 05/04/17 (manhã)

05/04/17 (manhã)

Formação em Dança 05/04/17 (tarde)

05/04/17 (tarde)

Produção de figurino 18/04/17

Oficina Figurino como Linguagem (manhã)
18/04/17 (tarde)

terça-feira, 28 de março de 2017

Ampliar para Agregar: as itinerâncias em ação



O Núcleo de Arte Grande Otelo (NAGO) tem como um de seus objetivos, difundir as linguagens artísticas proporcionando vivências através das diversas oficinas oferecidas para alunos da rede municipal do Rio de Janeiro. Nesse sentido, as itinerâncias funcionam como o instrumento que propicia ampliar a área de atuação do NAGO, na medida em que seus professores se deslocam para as escolas parceiras da Sexta Coordenadoria de Educação, atendendo os alunos dentro do ambiente escolar e da comunidade aos quais já estão adaptados, facilitando a participação e aumentando a motivação em fazer parte da comunidade artística Grande Otelo.
Oficina de teatro na E.M. Rubens Gomes em Costa Barros

Oficina de xadrez na E.M. Lucio de Mendonça em Anchieta


Oficina de Ginástica Artística no EDI Ernani Cardoso


Oficina de dança na E.M. Alexandre Farah em Ricardo de Albuquerque


Oficina de canto coral na E.M. Daniel Piza na Pedreira

Oficina de teatro na E.M. Rose Klabin em Guadalupe

Oficinas em itinerância 2017.

·         Teatro no Ciep Rubens Gomes (Costa Barros) - Professora Marilsa Souza
·         Canto coral, e violão e pratica de conjunto na E.M Jornalista e Escritor Daniel Piza (Costa Barros – Pedreira) - Professor Eduardo Duque
·         Dança e ginástica artística na E.M. Bélgica e EDI Ernani Cardoso em Guadalupe - Professora Taíla Verônica
·         Teatro, Cinema e tecnologia na Escola Municipal Rose Klabin em Guadalupe - Professora Letícia Semeraro
·         Xadrez, teatro e psicomotricidade na Escola Municipal Lúcio de Mendonça em Anchieta - Professor Glauco.
·         Dança (jazz e sapateado) na E.M. Alexandre Farah em Ricardo de Albuquerque - Professora Ellen Aniszewski.

sexta-feira, 24 de março de 2017

E agora? É zica (ou Zika)?????

(Imagem da postagem no Rioeduca - clique aqui)

"É zica (ou Zika)"? 
Vocês já devem ter percebido que o nome da doença nas redes sociais e em diversos projetos educacionais ora é escrito de um modo, ora de outro... Por que isso acontece? Qual é a forma correta? Está no dicionário de nossa língua portuguesa registrado como? 
Descobrimos recentemente que o nome da doença em português é "zica" (com "z" minúsculo e com "c") e que assim consta no dicionário de nossa língua. Já em inglês é "Zika" (por isso muitos usam essa nomenclatura, como, por exemplo, a série de animações musicais voltadas ao público infantil com a participação de nomes relevantes da música brasileira, intitulada "Crianças contra a Zika" - clique aqui e aqui).  Inclusive nós a usamos no projeto realizado no Núcleo de Arte Grande Otelo (veja a postagem sobre nosso projeto contra as arboviroses aqui no blog do Núcleo de Arte Grande Otelo: http://nucleodeartegrandeotelo.blogspot.com.br/2017/02/projeto-anima-fora-dengue-chikungunya.html Veja também a postagem no Rioeduca sobre a "Oficina de Animação na Luta contra as Arboviroses":  http://www.rioeduca.net/blog.php?&tag=6%C2%AAcre )! 

A palavra Zika, em inglês, aportuguesada é "zica" (com "c" e a letra "z" minúscula).



(Imagens:  postagem no Rioeduca - clique aqui)


Postagem Profa. Imaculada Conceição M. Marins

sábado, 25 de fevereiro de 2017

PROFESSOR TAMBÉM É ARTISTA: ÚLTIMOS DIAS DA EXPOSIÇÃO DO ARTISTA-PROFESSOR DA REDE MUNICIPAL DO RIO, JABIM NUNES


Últimos dias para conhecer as pinturas recentes de Jabim Nunes, artista plástico e professor de artes visuais de nossa rede, lecionando "Arte Contemporânea" num dos espaços de Extensão Educacional da PCRJ\SME, o Centro de Pesquisa e Formação em Artes e Esportes Núcleo de Arte Grande Otelo, 6ª.CRE. A exposição, com curadoria de Gilvan Nunes, que acontece no Centro Cultural dos Correios, foi prorrogada até depois do Carnaval, dia 5 de março. Quem ainda não viu, aproveite para prestigiar e conhecer o trabalho de nosso colega das artes visuais! Visitei um dia desses a exposição e fiz os registros a seguir. Parabéns, caro Jabim!

JABIM NUNES TRABALHOS RECENTES
Visitação de terça a domingo, das 12h às 19horas
(conferir horário especial durante o Carnaval)
Centro Cultural dos Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, Rio de Janeiro
Corredor Cultural













Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins


terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

PROJETO "ANIMA FORA DENGUE-CHIKUNGUNYA-ZIKA!"



NOSSO VÍDEO DE ANIMAÇÃO DO PROJETO ANIMA FORA DENGUE-CHIKUNGUNYA-ZIKA!


Resumo: Animação, na técnica stop-motion com recortes e desenhos, realizada por alunos da oficina "Animação Trash 2016", do Núcleo de Arte Grande Otelo, 6ªCRE-RJ, coordenada pela Profª Imaculada Conceição Manhães Marins, a partir de um projeto que foca num problema que aflige a saúde pública de nosso país, a gravidade das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika, Chikungunya ("é 'zika' ou Zica'?", veja o que descobrimos recentemente - clique aqui). Coordenação e criação musical: Prof. Iuri Nascimento e alunos. Rio, 2016.




O PROJETO ANIMA FORA ZINKA-CHIKUNGUNYA-DENGUE NA OFICINA "ANIMAÇÃO TRASH 2016":

Experimentar, conhecer, trabalhar, refletir a linguagem (audio)visual, em especial, a linguagem do cinema de animação, oportunizando a vivência de experiências artísticas e cultural no campo desta arte. Trabalhar a correlação entre o artesanal (desenhos/recortes etc.) e o tecnológico (edição no computador, captação fotográfica digital, pesquisas online etc.). Trabalhar a partir da tecnologia disponível (nas oficinas itinerantes ou na sede do Núcleo). Trabalhar ética, cidadania, respeito, o cuidado e o direito à vida. Esses são os objetivos gerais de nossa oficina de Animação, que em 2016, dedicou parte de nossas aulas ao projeto "Anima Fora Dengue-Zika-Chikungunya".


Nosso objetivo específico para este projeto  de 2016 (Anima Fora Dengue-Chikungunya-Zika) foi a criação de uma animação (ver acima), na técnica stop-motion (fotografar quadro a quadro cada movimento) com  recortes de desenhos dos alunos, no gênero "vídeo-clipe" (vídeo-animação musicada), visando alertar para um problema que aflige a saúde pública de nosso país, a gravidade das doenças causadas pelos mosquitos Aedes, transmissor da Dengue, da Zika e da febre Chikungunya.

O processo:
* Este projeto, que durou por volta de quatro meses, foi intercalado com outras atividades de aprendizado dos elementos básicos de uma animação, das "técnicas artesanais" de animação, como, por exemplo, stop-motion com recortes, com massinha, com bonecos, animação com desenhos etc.,  pixilation (animação com seres humanos), aprendizado de captação fotográfica das cenas "frame a frame" ou "quadro a quadro", exercício de story board, edição etc.

* Começamos com conversas informais sobre as doenças causadas pelo mosquito, quem já teve, quem tem alguém da família ou conhece alguém que já teve, se fizeram pesquisas e trabalhos na escola regular sobre o tema, o que viram na TV ou na internet, o que sabem sobre a Zika, Dengue, Chikungunya e o mosquito transmissor etc. 



Cena da animação


* Na sequencia, os alunos assistiram a vídeos de animação sobre o tema, em especial  do Projeto "Crianças contra a Zika" (mas não só), que encontramos online no YouTube (ver  no final da postagem alguns desses vídeos). E foram incentivados a fazer pesquisas informais na internet sobre o tema (ver registros no making-off e notas no final da postagem).

* Entre os vídeos que os alunos assistiram, foi observado que alguns contavam histórias e outros (como os do Projeto "Crianças contra a Zika") eram videoclipes. Decidimos que nosso vídeo de animação seria um videoclipe musicado. Fizemos um roteiro simplificado de quais cenas seriam importante aparecer no vídeo (por exemplo, a areia sendo colocada no pratinho dos jarros de planta, eliminar água parada das garrafas, fechar caixa d'água etc.).

*Os alunos criaram de modo muito livre desenhos (os mosquitos, por exemplo, alguns ficaram mais estilizados, outros tentaram se aproximar da imagem original do mosquito Aedes Aegypti conforme pesquisas na internet) com grafite, lápis de cor, giz de cera, canetinha hidrográfica sobre papel A4 os objetos e personagens das cenas, assim como os cenários que pretendiam usar em cada cena, de acordo com as ideias que iam surgindo.



Cena da animação

Nem todas as ideias e cenas gravadas foram utilizadas no vídeos final. Foram experiências, experimentos de aprendizado...
* Registramos com a máquina fotográfica "quadro a quadro" ou "frame a frame" os movimentos dos personagens e objetos desenhados e recortados para cada cena (stop motion com recortes).



Professora Imaculada e alunos

* Antes de montarmos, fizemos um pequeno esquema, selecionando as cenas já prontas que estavam de acordo e conferimos se precisávamos criar outras para que o vídeo final tivesse cenas com todos os pontos importantes para alertar as pessoas sobre os perigos das doenças causadas pelos mosquitos e as formas de prevenção.
* A música para nosso videoclipe foi realizada  graças a colaboração do professor Iuri e alunos.



Professor Iuri e aluno

*Como todos os anos, na Oficina "Animação Trash" do Núcleo de Arte Grande Otelo, são recebidos alunos das mais diferentes idades e níveis escolares (este ano tivemos alunos de 4 anos a 15 anos), alguns novos e outros de anos anteriores que permanecem na oficina.  Os novos estão em fase de aprender os elementos básicos da animação e os mais antigos, não só auxiliam os novos, como ficam encarregados das tarefas que precisam de mais elaboração e aprendizado, como a edição dos vídeos. No caso do vídeo do projeto "Anima Fora Dengue-Chikungunya-Zika" foi a aluna Stefany a encarregada da edição das cenas. Já a edição final (com a sincronização do áudio) ficou por conta da professora Imaculada que, seguindo as sugestões dos demais alunos, concluiu o vídeo inserindo os créditos e o áudio e utilizando as cenas editadas pela aluna Stefany. O aluno Lucas Braz, também nosso aluno do ano anterior, foi o responsável pela animação digital da abertura.



Aluno criando a abertura com animação digital


Aluna editando as cenas

* Na Mostra Final do Núcleo de Arte Grande Otelo, nossa animação foi exibida com grande sucesso para a comunidade escolar, alunos, responsáveis, professores.



Nossa animação, além de exibida na Mostra Final do Núcleo de Arte Grande Otelo, foi selecionada para a 6ª Mostra Audiovisual Joaquim Venâncio


MAKING-OFF
(registros aleatórios, não estão na ordem do processo)





Criando imagens para o cenário


Algumas árvores do cenário


Desenho para o cenário




Experimentando criar o mosquito com massinha de modelar



















Pesquisando na internet




Pesquisando na internet






Registrando fotograficamente "quadro a quadro" os movimentos





Professora Imaculada e aluno

Aluno criando a abertura digital

Desenhos dos alunos, recortados para o stop motion com recortes

Alunos assistindo a vídeos de animação sobre o tema



Alunos assistindo a vídeos de animação sobre o tema (ver referências no final da postagem)








Aluna editando as cenas parciais

Editando

Editando

Editando



Editando
Criações
Professora Imaculada e alunas


Personagem



Alguns alunos "estilizaram" o mosquito Aedes Aegypti, outros buscaram desenhá-lo de acordo com as pesquisas online








Registrando fotograficamente "quadro a quadro" ou "frame a frame" (stop motion com recortes)







Registrando fotograficamente "frame a frame" (stop motion com recortes)



Criando e recortando










Personagem foi desenhado por um aluno e colorido por outro




Professor Iuri e alunos na criação musical

Criação musical


Criando personagens






CENAS DA ANIMAÇÃO "ANIMA FORA DENGUE, CHIKUNGUNYA, ZIKA"


















Cena da animação

Mostra de fim de ano do Núcleo de Arte Grande Otelo


Mostra de fim de ano do Núcleo de Arte Grande Otelo

Professora Imaculada apresentando o vídeo na Mostra de fim de ano
Cena da animação

ALGUNS  DOS VÍDEOS QUE OS ALUNOS ASSISTIRAM
(DO PROJETO "CRIANÇAS CONTRA A ZIKA" - YOUTUBE)






NOTAS:
1 - “CRIANÇAS CONTRA A ZIKA” é uma série de animações musicais voltadas ao público infantil com a participação de nomes relevantes da música brasileira. Link dos vídeos no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCQvV_WjE2gpye9uRmvdS97Q Link para baixar os vídeos: http://www.criancascontrazika.com.br/
2 - Sugestão: quem quiser sugestões para trabalhar o tema, a MULTIRIO está com o projeto "MultiRio nas escolas no combate ao Aedes - Detona Aedes".  No link da página há várias indicações de material, sugestões de atividades, vídeos, programas de TV, Web Rádio, jogos educativos, quadrinhos etc. para uso dos professores com seus alunos em sala de aula (professores da SME-RJ podem baixar os vídeos e demais materiais, basta se inscrever no site): http://multirio.rio.rj.gov.br/index.php/busca?mult=&cat=&tip=11921&proj=&txt 
3 -  "É zica (ou Zika)? Doença zica (não Zika) já está no Dicionário". O Nome da doença em inglês é "Zika", mas aportuguesada é "zica" (com "c" e a letra "z" minúscula): https://dicionarioegramatica.com.br/tag/e-zika-ou-zica/  Veja aqui também em nosso blog: http://nucleodeartegrandeotelo.blogspot.com.br/2017/03/e-agora-e-zica-ou-zika.html


Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins